sábado, 16 de fevereiro de 2013

A Cripta do Terror - Old Dragon - Resenha

Será que só um bloco de 100 fichas dá?
Kkkkk... Brincadeira!
Salve rpgistas!

Este post é pra falar da minha recente aquisição: A tão temida, comentada e cobiçada Cripta do Terror, da Redbox editora.

Espero que curtam a postagem.




" As lendas sobre o poderoso arquimago Evad X'agyg, aquele que subjugou a morte, dividem espaço com as histórias sobre um inigualável tesouro, maior do que a ambição humana pode comportar, guardado na sua antiga tumba. Assim, era questão de tempo até que um grupo de bravos e irredutíveis aventureiros finalmente encontrasse a cripta lendária do temível arcano, repleta de perigos. Você terá coragem de adentrar a escuridão e desafiar monstros e armadilhas terríveis, arriscando a perdição completa em horrores muito piores que a própria morte?"

Este texto que está presente no verso do livro dá um gostinho do que está por vir nesta aventura para jogadores de 4º a 7º nível, que foi "carinhosamente" apelidada de fábrica de viúvas (quem conhecer a cripta vai saber o porquê)!

Assim como O Forte das Terras Marginais, A Cripta do Terror é adaptada de uma antiga aventura, dessa vez, é a Tomb of Horrors, uma aclamada aventura que se tornou muito popular entre os jogadores em meados de 1970, principalmente por sua dificuldade extrema. O livro emula perfeitamente o clima do original, com vários toques do autor, que mostra profundo conhecimento do sistema e do estilo proposto.

O livro tem 50 páginas muito bem diagramadas e com a direção de arte de Dan Ramos, que tem inegável talento, já conhecido no meio rpgista. E arte interna do Diego Madia, responsável pelo desenho do módulo básico.

O livro começa com uma breve introdução à Cripta, mostrando possibilidades de envolver os personagens na aventura e orientando os mestres sobre como narrar dentro desta masmorra.

O capítulo que se segue, se inicia com uma descrição muito boa da cripta e logo parte para o jogo, mostrando com exatidão todas as salas da cripta, com desenho dos mapas separados dos locais em cada descrição. Junto à cada sala também, o mestre encontra todas as informações que precisa para agilizar o jogo, como por exemplo fichas resumidas de todos os monstros.

No fim do livro, tem um apêndice com dicas para a contratação de ajudantes e por fim uma lista com as fichas completas de todos os monstros encontrados pelo livro.

A cripta está a venda no site da Redbox http://redboxeditora.com.br/loja/shop/a-cripta-do-terror/ em várias modalidades, vindo com um brinde exclusivo para quem comprar a versão física (um encarte vinílico plastificado de couchê 150g com os mapas, fichas de combate de todos os monstros da aventura e uma matriz de combate e controle de rodadas, turnos e iniciativa para uso em conjunto de caneta para quadro branco (a caneta não acompanha este produto), para que você possa riscar e apagar sem danificar seu material e o seu livro, podendo ser utilizada quantas vezes você desejar!).

A cripta é uma aventura altamente mortal. O mestre deve conversar bem com o grupo e explicar bem a intenção dela, pois A Cripta do Terror tem grande potencial para ser memorável. Tem tudo para ser uma das melhores aventuras narradas/jogadas por um grupo, porém, se não for bem abordada ou se jogada por um grupo que não se encaixa à sua premissa pode tornar-se frustrante.

É isso galera. Dou destaque especial às diversas armadilhas, sempre muito originais encontradas por toda a cripta. A Cripta do Terror pode ser jogada como continuação de O Forte das Terras Marginais, embora não seja obrigatório. É interessante também, usar como introdução à Cripta, a aventura desenvolvida pela Redbox para o Old Dragon Day 2012, O Templo dos Desmortos, disponível para download gratuito. http://olddragon.redboxeditora.com.br/aventuras/.

Somando O Forte das Terras Marginais + O Templo dos Desmortos + A Cripta do Terror, sua mesa vai ter muito jogo pela frente. Se sobreviverem é claro.