terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Adaptação do boardgame King of Tóquio para Dragon Ball Z

Galera, neste post eu trarei para vocês um breve relato da experiência que eu tive jogando o divertido boardgame King of Tóquio adaptado para DBZ pelo meu amigo Rafael Marques.

O jogo é simples e inteligente e envolve rolar dados, bater, usar cura e comprar cartas para montar estratégias.




Ótima ideia a dos porta copos!
Foi muito divertido jogar e o Rafael mandou muito bem na adaptação.
Comprou miniaturas de personagens do Dragon Ball Z e fez um excelente trabalho de arte com as peças.
As bases das fichas dos personagens foram feitas com porta copos de madeira e  ficaram incrivelmente fodas!
A arte das cartas também não ficou atrás, com ilustrações muito bonitas. 
Por fim, os dados especiais, customizados especialmente para o jogo.
As miniaturas também são de excelente qualidade, compradas no Mercado Livre (depois o Rafael posta aqui o link do vendedor).

Bom galera, o jogo é rápido e muito divertido. Tem dois objetivos. O primeiro é reunir as sete esferas do dragão antes dos outros jogadores e o segundo é ser o último sobrevivente, derrotando todos os adversários. 
Os dados especiais têm quatro ações diferentes: procurar esferas (números 1, 2 e 3), bater, curar e reunir ki.
Procurar as esferas, representa o esforço do jogador em encontrá-las. Ele avança em uma escala de 21 estágios sempre que tirar pelo menos três números iguais nos cinco dados rolados, que podem ser re rolados duas vezes, mantendo-se os resultados desejados pelo jogador. Se um jogador chegar ao 21° estágio ele ganha o jogo.
Os "mais mais" do anime!
Bater e curar são ações utilizadas para causar dano e se recuperar, você faz essas ações tirando nos dados os ícones de "soco" e "coração".
Por último, você pode acumular ki, que serve para comprar cartas que causam  diversos tipos de efeitos em jogo. 
Sempre que tirar dados com o símbolo de ki, você pode manter esses dados para acumular ki em sua reserva e então comprar as cartas que tem  efeitos instantâneos, duradouros ou permanentes.

É isso galera! Espero que tenham gostado! Um grande abraço e até a próxima.