terça-feira, 12 de março de 2013

Relato de Sessão - The Shotgun Diaries - Dead Set



Fala galera!
Estou trazendo este post  com um breve relato de uma sessão de jogo que tive a oportunidade de narrar junto com minha turma na Tabuleiro Luderia https://www.facebook.com/tabuleiro.luderia?fref=ts na última quinta feira, dia 07/03.

Em Juiz de Fora!

Ilustrações das cartas dos personagens do jogo!


Usei como cenário base para o início da sessão de jogo, a pequena série inglesa de cinco capítulo, Dead  Set, na qual os personagens são participantes de um reality show como o Big Brother e estão confinados em uma casa, completamente alheios ao apocalipse zumbi que teve início há alguns dias.


Começarei o post com uma breve apresentação dos personagens:

-Personagem: Claire Hopkins (Sobrevivente Astuto) - Jogadora: Bárbara (engenheira civil)
-Personagem: Johnatan Floyd (Sobrevivente Furtivo) - Jogador: Guilherme (funcionário de uma locadora)
-Personagem: Big Barry (Sobrevivente Forte) - Jogador: Rafael (ex presidiário/ mecânico de motos)
-Personagem: George Climb (Sobrevivente Perigoso) - NPC (ex polícial demitido da corporação)
-Personagem: Alice McFlie (Sobrevivente Futivo) - NPC (universitária)
-Personagem: Michelle Connor (Sobrevivente Veloz) - NPC (professora de educação física)
-Personagem: Charles Hawkins (Sobrevivente Indefeso) - NPC (universitário/ cadeirante)

Com 32 dias de confinamento, como de costume em todos os sábados, era noite de eliminação. A eliminada foi a enfermeira Jenny Flynn, após causar várias intrigas entre os participantes da casa. A garota saiu de lá vaiada pelo público do lado de fora da casa e os participantes remanescentes foram para a festa comemorar com já era de costume. Alice estava extasiada, pois acabara de vencer Jenny na eliminação.

Os participantes beberam e dançaram a noite inteira. Pela manhã, estranharam o fato da produção não ter colocado as frutas e legumes de sempre na despensa. O local estava vazio. Nos dias que se seguiram, os participantes da casa começaram a sentir falta de outras coisas, como produtos de limpeza e etc, contudo, interpretaram aquilo como apenas mais uma pegadinha da casa. Aliados à falta de reposição de suprimentos por parte da produção, os personagens sentiram a falta dos avisos que a produção dava ao longo do dia. Alguns participantes chegaram até o confessionário para se queixarem, porém não foram atendidos.

No sábado seguinte, como de costume os personagens se arrumaram e foram até a sala onde a apresentadora mantinha contato com eles através de um telão, onde os participantes conseguiam ver suas famílias e amigos. Desta vez, os participantes estavam confusos, pois não havia ninguém no paredão. Não havia quem ser eliminado. Não havia contato. Todos maquinavam para saber a intenção da produção com esta atitude, mas nada surgia.

Chegada às 20:00h, quando a apresentadora sempre fazia o primeiro contato com a casa, nada aconteceu. Os participantes esperaram inquietos e apreensivos e o telão sequer ligou. Algumas horas se passaram e... e... e... nada aconteceu. Nenhum contato. Nenhuma notícia.

Ainda diferente dos outros sábados, a música não começou e as bebidas não foram colocadas na casa para os personagens, que não comemoraram e começaram a se estressar com a situação.

Nas próximas quatro semanas, nenhum contato foi feito e então os suprimentos da casa começaram a ficar escassos. Os participantes já se viam racionando comida. Alice foi a primeira a não aguentar a pressão e resolveu desistir do confinamento, indo até o jardim da casa e gritando para a produção que não aguentava mais. Mesmo assim nenhuma resposta foi ouvida e os demais participantes impediram-na de desistir.

Mais dois dias se passaram e o stress era tão grande entre os personagens que eles resolveram sair da casa juntos para ver o que estava acontecendo e assim o fizeram, com exceção de George e Charles, que permaneceram na casa.

Passando pela porta por onde os participantes eliminados da casa saíam, os personagens andaram por um corredor completamente escuro que virava à esquerda e saía no auditório do programa, onde os parentes e amigos aguardavam pelos participantes eliminados. O local estava vazio. Ninguém havia passado por lá durante dias. Talvez semanas.

O auditório possuía uma arquibancada que subia a partir da porta por onde os personagens saíram e seguia até terminar com uma porta dupla. Barry voltou até a casa e buscou uma lanterna, pois o local estava escuro. Se aproximando da porta, os personagens puderam ouvir fracas batidas vindas do outro lado, como se alguém tentasse derrubá-la, porém, sem forças para tal. Tentando contato, os personagens só ouviram ruídos parecidos com gemidos de dor. Big Barry então abriu a porta e acabou derrubando a pessoa que estava a bater na porta.

Um cheiro pútrido emanava daquela pessoa que mesmo com o ambiente escuro mostrava vários ferimentos pelo corpo. Barry se aproximou e perguntou se aquele homem que vestia uma camisa ensanguentada com a logomarca da emissora do programa, se abaixou e percebeu que o mesmo não estava respirando. Barry se aproximou mais um pouco e foi surpreendido quando aquele homem o agarrou pela mão esquerda e tentou mordê-lo. Barry fez força, tirou a mão agarrada e desferiu um soco com a mão direita pegando em cheio da fronte do homem que caiu desacordado.

Johnatan olhou para aquele homem, sentiu o cheiro pútrido vindo do mesmo e complementou com piadas infames comparando com filmes de zumbis que assistiu na locadora onde trabalha. Foi ignorado por todos mas mesmo assim continuou achando graças sozinho de suas piadas.

Claire se aproximou para olhar mais de perto e levou as mãos à boca em espanto quando percebeu que o homem estava com o crânio afundado onde Barry o havia socado. Jonhnatan novamente soltou outra de suas piadas. Mais uma vez ignorado. Barry se aproximou novamente, apontou a lanterna e viu que aquele homem estava mole e já pálido, como se já estivesse morto há dias. Completou afirmando se tratar de um boneco. Ninguém acreditou.

Ao se levantar, olhando para a direita do largo corredor onde os personagens estavam, eles viram várias pessoas vestidas como funcionários da emissora abrindo a porta de acesso ao corredor. Cerca de oito ou nove pessoas andando em direção aos personagens lentamente e com andar trôpego. Quando Johnatan se preparava para contar outra de suas piadas, foi interrompido por Claire, que o mandou calar a boca.

Alice viu aquelas pessoas e tentou ir em direção a elas, sendo impedida por Michelle. Os personagens foram recuando por instinto enquanto aquelas pessoas continuavam caminhando lentamente em diração a eles. Alice não aguentou mais, se desvencilhou de Michelle e foi em direção ao homens para resolver a situação. Ela chegou perto de uma deles, que andava um pouco mais a frente e começou a falar apontando o dedo em direção a homem que agarrou-a pelo braço e mordeu-a, tirando uma lasca de carne do seu braço direito. A garota gritou e puxou o braço. Tem dar tempo para reação, os demais se amontoaram encima dela e começaram a mordê-la e arranhá-la.

Em num ato de desespero, Barry pegou-a pelas pernas puxou com força, arrancando-a do meio de todas aquelas criaturas que se alimentavam da carne dela. Ele continuou arrastando-a pelas pernas em direção ao auditório causando ainda mais ferimentos na garota. Entrando no auditório, Barry, Claire e Michelle seguraram a porta com as costas enquanto Johnatan pegou um tripé de câmera e usou-o para prender a porta.

No auditório, as batidas à porta aumentavam enquanto os personagens se desesperavam com a cenas a pouco presenciada. Alice estava gravemente ferida e muito fraca. Claire foi até a casa pega um estojo de primeiros socorro para limpar parte dos ferimentos e contou a George e Charles o que acabara de acontecer. George pegou um martelo na cozinha e mais dois bastões de baseball que eles usavam para jogar no jardim e levou para o auditório. Claire limpou os ferimentos e rasgou sua camisa para improvisar ataduras. Alice gritava de dor, com cada vez menos força, dizendo que as feridas queimavam muito.

Os personagens George, Johnatan, Claire e Big Barry resolveram ir lá fora e "dar cabo" daqueles canibais para tentarem sair de lá. Johnatan e Barry pegaram os bastões de baseball e Claire pegou um tripé que segurava um pequeno refletor para usar como arma. Charles ficou cuidando de Alice enquanto Michelle ficou responsável pela porta. Logo que Michelle tirou o tripé que segurava a porta, os outros passaram e atraíram os canibais até ela trancá-la novamente. No corredor, os personagens derrubaram os canibais. Barry quebrou as pernas do último que ficou de pé e viu que ele continuou indo em direção aos personagens, como se não tivesse sentido dor alguma. O próximo golpe de bastão pegou em cheio a fronte daquela criatura que enfim caiu morta.

Recuperando o fôlego e já todo ensanguentado, Johnatan disse: "viu, eu falei que eram zumbis!". Desta vez ninguém o ignorou. Eles caminharam para o lado do corredor oposto de onde os zumbis saíram, onde havia outra porta. Abrindo a porta, os personagens se depararam com outro corredor, desta vez abarrotado de zumbis. Claire usou seu tripé para escorar a porta e eles voltaram correndo para ver onde ia a outra porta, mas foram interrompidos por uma outra turba de zumbis que saía de em direção aos personagens.

Os personagens bateram na porta do auditório, Michelle novamente trancou a porta, Barry pegou Alice nos braços, Johnatan empurrou a cadeira de rodas de Charles e todos fugiram de volta para a casa, com a certeza de que a porta não seguraria os zumbis.

A porta de acesso à casa não tinha tranca, logo os personagens precisaram prender a porta com alguma coisa e tiveram a ideia de colocar a pickup cabine dupla que estava no jardim (premiação que Alice ganhou após um jogo dentro da casa) segurando a porta, estacionando com a traseira prendendo a porta. O jardim também tinha um enorme portão, por onde a pickup entrou no jardim e por onde coisas maiores passavam. O portão era eletrônico e os personagens não tinham o controle. Isso forçou Claire a ativar o portão de forma manual usando ferramentas improvisadas da casa. Abrindo o portão, do outro lado da casa, havia um grande estacionamento. Abaixo, uma estrada fazia curvas descendo uma pequena colina até chegar a uma movimentada avenida. Nesta avenida os personagens ficaram perplexos ao notarem a situação fora da emissora. A  grande avenida (a maior da cidade) estava lotada de zumbis que vagavam desnorteados em meio a vários carros acidentados e amontoados na via.O que tivesse acontecendo ali havia tomado proporções muito grande e toda a cidade estava tomada. Ao lado esquerdo, a mesma estrada se ligava a uma rodovia que aparentava estar deserta. Os personagens decidiram então passar por ela para buscar alguma ajuda.

Barry e George ajudaram Charles a subir na carroceria da pickup com sua cadeira de rodas e então todos entraram no carro. Ao sair, a traseira da carroceria se abriu e Charles caiu no chão. A porta se abriu e os zumbis vieram. Michelle atraiu a atenção dos zumbis, correndo para perto da piscina enquanto Barry colocava novamente Charles na pickup, dessa vez, sem a cadeira de rodas. Michelle correu desviando-se dos zumbis e pulou na pickup.

Jesse Isenberg,
a cara do Guilherme!!!
Kkkk
Os personagens saíram pelo portão, sendo acompanhados de longe pelos zumbis e ganharam acesso ao estacionamento. À frente dos personagens, somente um vigia zumbi e um grande porém frágil protão os separava da estrada. Claire pisou fundo no acelerador atropelando o zumbi e derrubando o portão, porém, perdeu o controle do carro e desceu toda a colina parando próxima a avenida. Ela tentou ligar a tração do carro para sair dali e não conseguiu, pois estava nervosa. Barry pediu várias vezes para ela deixar a direção com ele e na negativa dela, pegou a pelos braço e a arrancou de dentro do carro e arrancou com o veículo. Claire foi salva por Johnatan que a ajudou a subir na carroceria da pickup.

Barry então pegou  a estrada e dirigiu até chegar em uma cidade pequena e desconhecida, que não possuía sequer uma placa informando seu nome. A cidade parecia deserta e os personagens seguiram pela cidade procurando um posto policial. No meio do caminho, Charles disse que Alice havia parado de respirar.

Os personagens então estacionaram em frente ao posto policial. Alice estranhamente começou a produzir estranhos espasmos.

+++++FIM DA SESSÃO+++++

Então galera, essa foi uma sessão muito divertida. Destaque especial à Tabuleiro Luderia que ficou muito  foda, aos testes do Big Barry que foram todos resolvidos com o dado de medo e ao Guilherme, que é novo na turma, maior comédia e parece muito com o ator principal do Zumbilândia (Jesse Eisenberg).

Espero que tenham gostado!!!