quinta-feira, 20 de junho de 2013

Munchkin 1 e 2 - Fotos + comentários


Fala galera!


Trazendo aqui pra você, minha mais nova aquisição: o premiado e muito divertido Munchkin, juntamente com sua primeira expansão - Munchkin 2 (Machado Descomunal).

Primeiramente, o jogo original é da editora Steve Jackson e as ilustrações de John Kavalic.
O deck de porta/dungeon e o deck de tesouro.
A Devir já havia traduzido há algum tempo o Munchkin e distribuído no Brasil, contudo, neste post tratarei da edição lançada pela Galápagos, na qual a arte das cartas foi muito melhorada, disponibilizando para nós uma versão inteiramente colorida das cartas, diferente da primeira tradução.
A caixa básica de Munchkin vem com 95 cartas de portas/dungeon, 73 cartas de tesouro, 1 dado "d6" personalizado e 1 manual de regras. Esta caixa traz três raças (Anão, Elfo e Halfling) e quatro classes (Clérigo, Guerreiro, Ladrão e Mago) para o jogo, cada raça e classe com um efeito especial dentro do jogo. A expansão Munchkin 2 - Machado Descomunal, adiciona ao jogo mais 11 cartas e uma nova raça: os Orcs.

As quatro raças do jogo (cada uma com um desenho
diferente) e as cartas mestiço, que fazem os jogadores
terem duas raças.
Na caixa básica está indicado que o jogo é para 3 a 6 jogadores e dura aproximadamente 60 minutos, contudo, é possível se jogar com apenas 2, embora seja muito menos divertido. Também é possível se jogar com mais de seis pessoas, porém o jogo ficará meio travado, demorando muito para chegar a vez de cada jogador. Na minha humilde opinião, 4 ou 5 jogadores é o ideal para manter a diversão sem que os jogadores tenham de esperar muito tempo para jogar novamente. Quanto ao tempo de jogo, é muito relativo. Depende da sorte dos jogadores, das sacanagens que eles fazem uns com os outros e etc... Este tempo pode ser muito menor ou muito maior!

As quatro classes do jogo (cada uma com um desenho
diferente) e as cartas super munchkin, que fazem os
jogadores terem duas classes.
O fator "rejogabilidade" do jogo, também é outro atrativo, pois ele muda muito a cada vez que você joga e não se torna chato. Isso é ótimo, principalmente para as vezes em que o jogo acaba muito rápido.

O material do jogo como um todo é excelente. As cartas são feitas de um papel muito resistente e duradouro (embora sempre seja bom utilizar os plásticos/shields/sleeves de proteção para conservá-las por muito mais tempo). O dado personalizado também não fica pra trás no quesito qualidade. Os desenhos nas cartas são lindos. Simples, engraçados e belos.

O jogo é uma sátira muito bem humorada dos jogos de RPG clássicos de fantasia medieval. Nele, você assumirá o papel de um jovem aventureiro em busca de fama e glória e tem o objetivo de ficar casa vez mais forte.

Alguns dos monstros presentes no jogo!
Só comédia! Rsrsrs...
O jogo funciona bem como são os RPG clássicos, você "chuta um porta", comprando uma carta de porta/dungeon, enfrenta o que estiver na sala (monstros ou maldições) e colhe os frutos da sua vitória, foge ou morre tentando.
O objetivo do jogo é chegar ao nível 10 antes dos outros jogadores, para isso, você se equipa com armas, armaduras e outros artifícios, enfrenta monstros e joga maldições sobre os outros jogadores, impedindo-os de avançar.
O combate no jogo é muito simples, soma-se o nível atual do jogador com os equipamentos e efeitos diversos e compara-se com o nível do monstro encontrado. Se a soma do jogador for MAIOR que o nível do monstro ele o derrota, sobre 1 nível (ou dois, dependendo o monstro derrotado) e compra um número de cartas de tesouro indicado na carta do monstro (representando os equipamentos que ele possuía ou defendia). Caso o nível do jogador seja menor ou igual ao do monstro, ele está em desvantagem, podendo pedir ajuda aos deus amigos (negociando livremente com os mesmos para tal). Caso não receba ajuda ou esta seja insuficiente, o personagem deve tentar fugir do monstro (rolando um dado). Se não obtiver sucesso na fuga, um "coisa ruim" descrita na carta de monstro acontece ao jogador. Esta coisa ruim varia de efeitos nocivos como perder equipamentos até a morte do jogador.
Quando morre, o jogador não sai do jogo, porém, perde todos os itens equipados e carregados e dá oportunidade aos outros jogadores de saquearem seu corpo, pegando as cartas que estavam em suas mãos.
Alguns equipamentos!
Outras maneiras de ganhar níveis, são vendendo equipamentos ou usando cartas de "suba um nível". Cada equipamento no jogo possui um valor em peças de ouro. Cada 1000 peças de ouro vendidas rendem um nível ao jogador. A venda de equipamentos e as cartas de suba um nível não podem ser usadas para o jogador alcançar o décimo nível. O último nível deve ser alcançado com o suor das batalhas em combate direto com monstros.
Basicamente é isso galera, o jogo é muito fácil de aprender, seu manual é muito bem explicativo (tem apenas 11 páginas), e é muito divertido. Se você gosta de rpgs de dungeons, de jogos de estratégia e de rir enquanto sacaneia seus amigos, este jogo é muito indicado para vocês e sua turma. O jogo é extremamente divertido e engraçado, capaz de lhes render muitas horas de diversão.
O jogo está com um preço acessível e vale cada centavo gasto, sendo que existem lojas que os vendem com frete grátis e de brinde ainda enviam os sleeves de proteção.
Caixa da segunda expansão!!!
Esta semana (até dia 21/06/2013) está em pré-venda na loja da Galápagos Jogos a segunda expansão do jogo, o Munchkin 3 - Erros Clérigos, que adiciona ao jogo mais 113 cartas, incluindo também a raça dos Gnomos e a classe Bardo. No site da Galápagos tem para download gratuito, o manual de regras, as regras para torneios e regras para níveis épicos, elevando a diversão até o nível 20.

Espero que tenham gostado, um grande abraço e até a próxima!!!